Como funciona o controle de vendas na sua empresa?

Muitas companhias afirmam que fazem esse controle, mas, ainda assim, não conseguem ter bons resultados em vendas e o faturamento deixa a desejar. Um dos fatores para esse desalinhamento é a falta de informação sobre as ferramentas corretas que podem ajudar a melhorar o processo: CRM e ERP.

Se você não sabe a diferença entre esses dois tipos de sistema ou está escolhendo quais ferramentas utilizar no seu negócio, preparamos este post explicativo para tirar suas dúvidas. Vamos explicar para que serve cada software e por que eles são aliados importantes de um processo comercial eficiente!

Para que serve um CRM?

CRM é uma sigla que significa Customer Relationship Management, ou Gestão do Relacionamento com o Cliente. Podemos falar de CRM em duas situações específicas: como metodologia e como ferramenta.

Enquanto metodologia, CRM significa se voltar para o relacionamento com o cliente em cada etapa do processo de compra, buscando formas de otimizar a conversão de oportunidades em vendas. Isso passa por melhorias no processo comercial, no controle de vendas, na gestão de informações e até nas tarefas dos vendedores.

Em resumo, o CRM organiza o processo comercial e auxilia no controle de vendas.

É com ele que você vai poder gerar e acompanhar dados sobre as suas vendas, sobre a performance dos vendedores e entender o que precisa melhorar para vender mais.

O que faz um ERP?

Já ERP é uma sigla para Enterprise Resource Planning, ou seja, Planejamento de Recursos Empresariais. Um software de ERP é utilizado para um controle de vendas integrado com outras áreas, como contabilidade, financeiro, administrativo, estoque, controle fiscal, produção e logística. Assim, o ERP automatiza diversos processos e facilita a troca de informações entre as áreas, mantendo toda a empresa atualizada nesses fluxos.

O sistema também é fundamental para o controle do fluxo de caixa da empresa, conciliando recebimentos e pedidos já executados e permitindo que a gestão tenha uma visão correta das quantias a pagar e a receber.

Da mesma forma, a emissão de notas e o pagamento de tributos também fica mais organizado, o que resguarda a companhia de problemas com o fisco.

Qual ferramenta pode melhorar meu controle de vendas?

A resposta para essa pergunta depende da complexidade da operação da sua empresa. Se você tem um volume considerável de negócios por mês, uma equipe de vendedores e precisa do controle de vendas mais assertivo e automatizado, o CRM e o ERP são necessários para atingir esse objetivo.

O CRM vai te permitir estabelecer um processo de vendas bem estruturado, com etapas definidas, metas e indicadores de sucesso. Utilizando o software, você poderá acompanhar de perto a performance dos vendedores e entender se estão seguindo o processo desenhado.

Além disso, os relatórios de CRM são os melhores amigos do gestor comercial, porque permitem descobrir rapidamente se há algum empecilho impedindo que o time bata as metas. Você pode até acompanhar os motivos de perda de vendas, para tentar recuperar Leads ou melhorar seu processo.

Como escolher um CRM e um ERP para o meu negócio?

A escolha de uma ferramenta sempre deve ser feita pensando em como ela poderá melhorar processos na sua empresa. Por isso, selecione opções que contenham funcionalidades de que você realmente precisa, que solucionem problemas reais do seu dia a dia e da sua equipe comercial.

O CRM, por exemplo, precisa ter uma interface amigável, ser fácil de implementar e configurar e contar com uma estrutura de suporte para dúvidas, principalmente dos vendedores que vão utilizá-lo no dia a dia. Já o ERP deve ser totalmente adaptável aos moldes da empresa e à divisão de setores e etapas do processo.

Fonte: https://resultadosdigitais.com.br/blog/controle-de-vendas/


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *